[Dica de Filme] A Menina que Roubava Livros

Data de lançamento: 31/01/2014 (Brasil)
Duração: 2h 11min
Dirigido por: Brian Percival
Elenco: Geoffrey Rush, Emily Watson, Sophie Nélisse, Ben Schnetzer, Nico Liersch, Barbara Auer, Levin Liam, Rainer Bock 
Gênero: Drama
Nacionalidade: EUA , Alemanha

Minha Avaliação: ✭✭✭
Sinopse: Durante a Segunda Guerra Mundial, Liesel e seu irmão são deixados pelos pais e adotados por um casal vivido por Geoffrey Rush (O Discurso do Rei) e Emily Watson (Anna Karenina). O garoto morre no trajeto e é enterrado por um coveiro que deixa cair um livro na neve. Ela aprende a ler com o incentivo de sua nova família e Max, um judeu refugiado que eles escondem baixo às escada. Para Liesel e Max, o poder das palavras e da imaginação se transformam em escape dos tumultuosos eventos que acontecem ao seu redor. Em meio ao caos, a jovem encontra refúgio na literatura para sobreviver. Ajudada por seu pai adotivo, ela passa a roubar livros e descobrir neles a esperança perdida durante a guerra.

O filme assim como o livro inicia com a morte se apresentando, a narração é na voz masculina, eu achei estranho porque pelo livro eu sempre imaginei que a morte fosse um personagem feminino. Em seguida temos a cena do trem e a morte do irmãozinho de Liesel, no funeral Liesel estréia sua promissora carreira de ladra de livros. Ela é levada à casa de seu pais adotivos e é lá que seu pai Hans, mesmo com uma leitura precária começa a ensiná-la a ler. Daí por diante vemos a relação de Liesel com seus pais, com seu vizinho e melhor amigo - Rudy- e com Max, um judeu que eles passam a esconder no seu porão e com quem Liesel cria um laço afetivo muito forte. Vemos também sua dedicação em aprender a ler e a paixão que ele cria por livros e é claro seus furtos! 


The Book Thief

A Menina que Roubava Livros é um filme de grandes emoções, mesmo em alguns momentos o filme ter sido um pouco superficial se comparado ao livro. O livro tem uma narração profunda, que cativa o leitor do início ao fim, o que não é sempre assim no filme. Quanto a fotografia do filme, na minha opinião estava perfeita, os cenários todos bem feitos as ruas eram exatamente como descritas no livro e os cartazes que estavam nos muros deram o "q" à mais no cenário, já que o filme se passa na Alemanha, no período da 2ª Guerra Mundial. 

Eu sou suspeita para falar desse filme já que sou completamente apaixonada pelo livro, a falta de emoção e a superficialidade de alguns trechos me incomodou um pouco, mas houveram momentos lindos sim. Recomendo o filme, espero que vocês gostem.

6 comentários:

  1. oi vim conhecer seu blog.Adoro ler mas ainda não tive a oportunidade de ler esse livro,apesar de ótimas indicações.Deixo o convite para que venha ao meu blog e participe do meu grupo no face: www.fuxikitosecia.com.br e https://www.facebook.com/groups/amigosseguemamigos/

    para quem quer fazer amigos e seguidores. Te aguardo,Tania

    ResponderExcluir
  2. Camila Teixeira16/02/2014 15:39

    Já eu sempre imaginei A Morte como uma personagem masculina, e parece que o Zusak também! AHAH
    Deveras o filme não atingiu a mesma profundidade do livro, mas foi tão emocionante quanto, eu parecia uma criança chorando, passei vergonha no cinema! rs
    Esperei tanto por esse filme, então nem toli, achei lindo! rs

    www.livrologias.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Camilla Roque18/02/2014 15:13

    Seu blog é lindo*-*
    Fala de livros e filme <3 Ameii já hahah
    Eu nunca li o livro o.O Mas assisti o filme, achei a história muito bonita aliás! Mas achei o final meio vago do filme...

    ResponderExcluir
  4. Mayse Silva19/02/2014 18:46

    Olá Tânia. Espero que leia em breve este livro e que goste tanto quanto eu. Recomendo que leia o livro antes de assistir o filme.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Mayse Silva19/02/2014 18:48

    Obrigada Camilla. Fico feliz que tenha gostado do blog.
    O filme não alcança a mesma profundidade do livro, por isso que você achou o final um pouco vago.

    ResponderExcluir
  6. carolyassis19/02/2014 21:21

    eu estou justamente na parte do livro em que o judeu se apresenta! finalmente por pressão do filme comecei a ler o livro! estou querendo muito assisti-lo e vamos la terminar a leitura! Só é meio estranho mesmo algumas partes serem superficiais mas é o preço que se paga algumas vezes por querer o filme!

    Grande beijo

    sonhos-perdiidos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

 
Layout feito por Ad�lia S� | N�o retire os cr�ditos