[Resenha] O Lado Bom da Vida (Livro)

Título: O Lado Bom da Vida
Autor:  Matthew Quick
Número de Páginas: 256
Editora:  Intrínseca
Classificação: ✭✭✭

Sinopse: Pat Peoples, um ex-professor na casa dos 30 anos, acaba de sair de uma instituição psiquiátrica. Convencido de que passou apenas alguns meses naquele “lugar ruim”, Pat não se lembra do que o fez ir para lá. O que sabe é que Nikki, sua esposa, quis que ficassem um "tempo separados". Tentando recompor o quebra-cabeças de sua memória, agora repleta de lapsos, ele ainda precisa enfrentar uma realidade que não parece muito promissora. Com seu pai se recusando a falar com ele, a esposa negando-se a aceitar revê-lo e os amigos evitando comentar o que aconteceu antes da internação, Pat, agora viciado em exercícios físicos, está determinado a reorganizar as coisas e reconquistar sua mulher, porque acredita em finais felizes e no lado bom da vida. Uma história comovente e encantadora, de um homem que não desiste da felicidade, do amor e de ter esperança..

Meu interesse pelo livro surgiu quando soube que ele havia inspirado um filme estrelado pela linda da Jennifer Lawrence, o título me chamou a atenção e então o livro entrou para minha lista de leitura sem eu nem sequer ter lido a sinopse ou alguma resenha, assim que eu consegui o livro devorei o meis rápido que pude, a história é maravilhosa.
Com uma leitura bem leve, rápida e descontraída O Lado Bom da Vida fala sobre recomeço. O livro conta a história de Pat Peoples, um homem mentalmente desequilibrado que acaba de sair de um sanatório (chamado por ele de "lugar ruim"). 
Pat perdeu parcialmente sua memória, ele não recorda há quanto tempo passou no "lugar ruim, nem o motivo que o levou aquele lugar. Embora tenha ficado lá por anos acha que foram apenas alguns meses e apesar das circunstâncias apontarem para tal fato Pat se recusa a aceitar que esteve no lugar ruim por tanto tempo.

Desde quando estava no lugar ruim Pat estabeleceu o propósito de se tornar uma pessoa melhor em todos os aspectos, pois ele quer reconquistar o amor de sua ex-mulher Nikki. Ele passar tentar ser o que Nikki sempre quis que ele fosse ( sarado, culto, gentil, etc), e para ser tornar um esposo melhor para Nikki ele passa a diariamente fazer series exageradas de exercícios físicos, passa a ler os livros que Nikki gosta e a praticar ser gentil com as pessoas.
No livro somos apresentados também a Tiffany, cunhada do melhor amigo de Pat que também lida com problemas emocionais desde que seu esposo faleceu. Ela se encontra na mesma situação de Pat, buscando um recomeço. Tiffany e Pat se tornam amigos e Tiffany se dispõe a ajudar Pat com seus problemas. Quem também ajuda Pat de forma significativa é o seu terapeuta , um competente psiquiatra que também se torna uma grande  amigo   Dr. Cliff Patel.
O livro é cheio de altos e baixos,  e o que torna mais difícil para Pat superar as circunstâncias adversas é que por ser sempre tão otimista ele muitas vezes se recusa a se conformar com certas situações que são claramente irreversíveis, impedindo muitas vezes que ele tenha uma nova chance de recomeçar sua vida de uma forma diferente do que ele espera. Mas eu acho louvável o otimismo dele, é incrível como ele sempre tem a capacidade de acreditar no lado bom de tudo e como ele é perseverante e determinado em alcançar o que realmente deseja: Ser feliz! 
Do início ao fim, o livro faz jus ao nome. É uma história linda de superação, amor e como eu falei no início: Recomeço! Amei a leitura e recomendo. Eu separei alguns quotes do livro pra vocês, são alguns dos trechos que eu mais gostei.

"Estou praticando ser gentil ao invés de ter razão." (Pat Peoples)

"-Ela é só uma mulher estranha. - respondo (Pat)
 - E não são todas assim?- Cliff responde, e rimos um pouco, porque as mulheres são muito difíceis de entender às vezes."

"Olhar nos olhos de outra pessoa, por um longo tempo revelou-se uma coisa poderosa. E se você não acredita em mim, tente fazer isso você mesmo."  (Pat)

"[..] Como as mulheres são maravilhosas e como é importante valorizar sua mulher enquanto você a tem porque, senão, você pose perdê-la de uma hora para outra." (Trecho de uma conversa de Pat e Dr. Cliff Patel)


8 comentários:

  1. Oi Mayse :)

    Estou louco para ler o lado bom da vida vou comprar esse mês :D, não vejo a hora de conhecer esse tão falado Pat !!

    http://euvivolendo.blogspot.com.br/ ( comenta lá :D )

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Gabriel! Não é à toa que ele é tão falado, o Pat é um personagem muito cativante. Vale a pena ler este livro.

      Excluir
  2. Oi, Mayse! Adorei a resenha! Eu ainda não li o livro, mas você me deu um empurrãozinho. Gostei bastante do filme, e tenho certeza que o livro é melhor.

    Beijos,

    Lulu
    http://blogamantesdelivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ainda não assisti esse filme, mas pretendo vê-lo em breve. Na maioria das vezes os livros sempre são melhores do que os filmes.

      Beijos!

      Excluir
  3. Eu assisti o filme e pelas resenhas que já li vi que tem muitas coisas diferentes mas acho que vou gostar por que os livros são sempre melhores né hehe, boa resenha

    bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza, os livros são sempre melhores!!

      Excluir
  4. Oi!
    É a Ketelin, do blog Vanille Vie.
    Indiquei seu blog para fazer um meme chamado 11 Things. Dá uma olhadinha:
    http://vanille-vie.blogspot.com.br/2013/05/meme-11-things.html

    Se já tiver feito, ignore :)

    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Oi Mayse, tudo bom?
    Ai, eu amei esse livro, é tão puro, tão leve mesmo abordando uma doença, sabe?
    o Pat é um personagem memorável!
    Tem promoção e post novo no blog
    http://goo.gl/3xHP0
    Beijão

    ResponderExcluir

 
Layout feito por Ad�lia S� | N�o retire os cr�ditos